ESG na saúde: o que significa e como aplicar

No setor da saúde, as práticas de ESG, ou seja, sustentáveis se mostram essenciais para a perenidade de qualquer organização, não é mesmo?!

Em síntese, a promoção da sustentabilidade empresarial se dá por meio de programas robustos de sustentabilidade e cidadania corporativa, que englobam ações como coleta seletiva, uso consciente de recursos, descarte correto de resíduos, economia e utilização de fontes limpas de energia elétrica, participação ativa em ações socias, direcionamento de doações às organizações da sociedade civil, entre outras.

Segundo estudos recentes de especialistas da área, as práticas de ESG na saúde fazem cada vez mais parte da agenda das empresas. Hospitais, operadoras e seguradoras da área, farmacêuticas e provedores de serviços têm adotado soluções com o objetivo de impactar positivamente o planeta e a vida de funcionários, clientes e sociedade como um todo.

ESG na saúde: o que significa ESG?

Meio ambiente, social e governança. É assim que se traduz do inglês a sigla ESG (Environmental, social and Governance). Essas três letras praticamente substituíram a palavra sustentabilidade no universo corporativo. Mas, afinal, do que se trata esse novo conceito?

O ESG surgiu no mercado financeiro como uma forma de medir o impacto que as ações de sustentabilidade geram nos resultados das empresas. Assim, a sigla surgiu a primeira vez em 2004, dentro de um grupo de trabalho do Principles for Responsible Investment (PRI), rede ligada à ONU que tem objetivo de convencer investidores sobre investimentos sustentáveis.

Desse modo, a palavra “sustentável”, do latim “sustentare”, significa sustentar, conservar, cuidar e defender. No dicionário, está definida como a habilidade, no sentido de capacidade, de sustentar ou suportar uma ou mais condições, exibida por algo ou alguém.

Portanto, sustentabilidade pode ser definida como a habilidade de utilização dos recursos naturais disponíveis de forma consciente, buscando o equilíbrio entre sua disponibilidade e exploração, prezando para que tanto a geração presente quanto as gerações futuras possam usufruir destes recursos disponibilizados pela natureza.

ESG no mundo

Como você deve imaginar, o tema sustentabilidade vem ganhando relevância em todo mundo, especialmente pela utilização inconsciente e irresponsável dos recursos naturais disponíveis, principalmente por parte de governos e empresas, o que tem afetado negativamente a vida humana em nosso Planeta, sendo extremamente urgente minimizar os impactos das ações humanos ao meio ambiente.

Assim, não há como se falar em sustentabilidade sem mencionar o Pacto Global, uma iniciativa proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) que visa a estimular que empresas, voluntariamente, empreguem políticas de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade por meio de lideranças inovadoras e comprometidas com a temática.

Os dez princípios que norteiam as ações do Pacto Global são derivados da Declaração Universal de Direitos Humanos, da Declaração da Organização Internacional do Trabalho sobre Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, da Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção, estando assim definidos:

image

Fonte: https://www.facebook.com/pactoglobalbr/photos/afinal-o-que-s%C3%A3o-os-10-princ%C3%ADpios-do-pactoglobalo-pacto-global-advoga-dez-princ%C3%AD/1613141255388168/

As empresas que integram o Pacto Global também assumem o compromisso com o alcance da Agenda 2030. Esta agenda global de sustentabilidade, que se trata de um plano de ação global com 169 metas, foi aprovada em 2015 pelos 193 países-membros da ONU e possui pilares desmembrados em 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, os ODS, quais sejam:

image 1

ESG na saúde no Brasil

Insta salientar que para alcançar o desenvolvimento sustentável no planeta é necessário envolvimento, comprometimento e ação de todos os setores (1º, 2º e 3º setor), bem como da sociedade de forma geral.

No entanto, importante evidenciar, ainda, que as políticas públicas fomentadas pelo Poder Público devem estar ancoradas no alcance dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, devendo este poder ser o expoente na implantação de medidas que visem ao cumprimento da agenda positiva definida pela ONU.

Em nosso país, podemos consagrar o desenvolvimento sustentável como princípio constitucional inafastável, vez que está presente tanto no texto constitucional quanto nos acordos internacionais assumidos pelo Brasil.

Cabe ressaltar que a integridade está essencialmente ligada ao desenvolvimento sustentável por diversas razões, já que a sustentabilidade busca equilibrar aquilo que é socialmente necessário, economicamente desejável e ecologicamente saudável (…) e deve ser analisada de forma holística, inclusive de acordo com os ditames da integridade.

A sustentabilidade pode ser dividida em 4 tipos

image 1

Não podemos nos esquecer de que os recursos naturais, ao contrário do que se pensava anteriormente, são finitos, sendo essenciais à existência humana. Por isso, é dever de todos cuidar para que os recursos sejam utilizados de forma equilibrada e consciente, evitando o uso frenético e desregrado por parte do homem, promovendo, assim, o desenvolvimento sustentável de forma concomitante com o bem-estar de todos os seres que habitam este Planeta, caso contrário, iremos caminhar para extinção da raça humana.

Como aplicar então ESG na saúde?

Como exemplos de práticas sustentáveis podemos citar:

  • a reutilização da água para outras ações,
  • o armazenamento e utilização da água da chuva,
  • a economia no uso da água,
  • o uso sacolas e outros matérias biodegradáveis,
  • a separação do lixo reciclável do orgânico,
  • a redução do consumo de carne vermelha,
  • a utilização de fontes renováveis e limpas de energia,
  • a criação e/ou participação em programas de preservação da fauna e da flora,
  • o incentivo ao plantio de árvores,
  • a redução do consumo de plástico, não jogar lixo nas ruas ou nas águas (rios, lagos, mares e oceanos),
  • o investimento em saneamento básico,
  • a diminuição do uso de veículos automotores,
  • o uso bicicletas ou caminhada para locomoção, a preferência por biocombustível, entre outros.

ESG nos hospitais

Em março/2022, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) lançou a publicação “ESG nos hospitais Anahp: resultados e boas práticas”, que reúne 193 projetos descritos por 42 instituições associadas à entidade, de diferentes regiões do país. As iniciativas tratam de temas como consumo responsável, educação, saneamento, energia, combate à fome e às alterações climáticas, melhorias na qualidade do emprego e incentivo à inovação.

Somando-se a isto, internamente as organizações que compõem a área da saúde têm muito a ganhar com a incorporação de práticas sustentáveis em seus ambientes privados.

Por isso, vale mencionar que o não comprometimento de todas as organizações que compõem este setor importantíssimo prejudica a sustentabilidade de todos os envolvidos e interessados, podendo implicar todo o sistema de saúde.

ESG na saúde: saiba mais

Agora que você já aprendeu um pouco mais sobre essa importante pauta, queremos te convidar para continuar aprendendo e se atualizando sobre as demandas da área da saúde por meio dos cursos de extensão, especialização e MBA da Faculdade ITH.

Na Faculdade ITH, você pode estudar de forma presencial, on-line ou híbrida.

– PÓS-GRADUAÇÃO COMPLIANCE EM SAÚDE (DIGITAL) – Saiba mais em:

– PÓS-GRADUAÇÃO AUDITORIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE (DIGITAL) – Saiba mais em:

Cursos de extensão ITH:

-> Cultura de Ética na Saúde;

-> Gestão Organizacional, Planejamento Estratégico, Modelos e Metodologias de Gestão;

-> Auditorias e Comissões Obrigatórias;

-> Compliance, Ética e Sustentabilidade;

-> Gestão da Qualidade, documentos, indicadores, protocolos, auditorias internas e Ferramentas da qualidade e aplicabilidade;

-> Cultura de Segurança na Saúde;

-> Governança Corporativa;

-> Estrutura do Programa de Compliance na Saúde;

-> LGPD aplicada ao Setor da Saúde;

Ficou interessado/a e deseja obter mais informações?

Clique aqui para falar diretamente no WhatsApp da instituição.

Pós-graduação na área da saúde é na melhor: Faculdade ITH.

Aqui, somos referência em conteúdo e qualidade.

Referências

CASTRO, Rodrigo Pironti Aguirre de; ZILOTTO, Mirela Miró. Compliance nas contratações públicas. Belo Horizonte: Fórum, 2019, p.29-30. Objetivos para transformação do mundo. Disponível em:< https://nacoesunidas.org/pos2015/>

ESG na saúde começa a ser visto como pilar estratégico no setor. Disponível em: https://futurodasaude.com.br/esg-na-saude-comeca-a-ser-visto-como-pilar-estrategico-no-setor/

Laboratório de Sustentabilidade da USP. Disponível em: http://www.lassu.usp.br/sustentabilidade/conceituacao/#:~:text=A%20palavra%20%E2%80%9Csustent%C3%A1vel%E2%80%9D%20prov%C3%A9m%20do,exibida%20por%20algo%20ou%20algu%C3%A

O que é ESG, a sigla que virou sinônimo de sustentabilidade. Disponível em:

https://exame.com/esg/o-que-e-esg-a-sigla-que-virou-sinonimo-de-sustentabilidade/

Pacto Global da ONU. Disponível em: <https://www.pactoglobal.org.br/a-iniciativa>

Autoria

Faculdade ITH

Deixe um comentário